Policiais e traficantes chegam à sede do MP para acareação

Os policiais civis e traficantes presos em uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) chegaram à sede do Ministério Público (MP) de Campinas (SP) na manhã desta terça-feira (23) para uma acareação feita pelos promotores. Agentes do 10º Distrito Policial (DP) de Campinas e do Departamento Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) são suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas. Já os traficantes, segundo as investigações, pagavam propina aos policiais.
De acordo com o promotor do Gaeco Amauri Silveira Filho, estão confirmados nesta acareação os oito policiais presos, inclusive os dois investigadores de Campinas, Renato Peixeiro Pinto e Mark de Castro Pestana, dois traficantes conhecidos como "Codorna" e "Escotão" e outras testemunhas que não foram divulgadas. A sessão será dividida em duas partes. Primeiro o reconhecimento dos policiais pelos traficantes e depois um interrogatório frente a frente. Até a publicação da reportagem, o MP não havia informado se algum suspeito havia sido ouvido.
O advogado de defesa de Renato Peixeiro Pinto e Mark de Castro Pestana, Ralph Tórtima Stettinger Filho, informou no entanto que orientou os clientes a ficarem em silêncio durante a acareação, como fizerem em interrogatório na quinta-feira (18).
G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!