Dupla que fazia "surf" em ônibus continua internada no HPS

Os dois torcedores atleticanos que caíram do teto de um ônibus quando seguiam para a comemoração da conquista da Libertadores pelo Atlético continuam internados, nesta sexta-feira (2), no Hospital de Pronto-Socorro João XXII, em Belo Horizonte. Eles estavam "surfando" no coletivo da linha 8501 (Maria Goreth/Engenho Nogueira) quando de desequilibram e despencaram na avenida Cristiano Machado. No total, seis pessoas estavam na parte superior do ônibus.
 
A estudante Grazielle Alessandra Costa Santos, 20 anos, permanece em estado grave e respira com ajuda de aparelhos. Ela sofreu traumatismo craniano. A mulher se desequilibrou próximo ao túnel da Lagoinha. 
 
Pouco antes da queda da jovem, Wellison Luiz dos Santos Rodrigues, de 22 anos, também caiu na avenida. Ele sofreu fratura no crânio e, segundo a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG), seu estado é estável. O rapaz está respirando com a ajuda de aparelhos e está consciente.
 
A festa organizada pelo Atlético reuniu 40 mil pessoas na Praça 7, no coração de Belo Horizonte. A massa alvinegra comemorou com a presença dos jogadores que conquistaram a América e foram embalados por dois trios elétricos. Além disso, 100 mil latas de cerveja foram distruídas no decorrer na noite.
 
Na volta da celebração, um fato trágico foi registrado. Um ônibus foi alvo de vários disparos de arma de fogo. Três pessoas foram baleadas e uma delas morreu.
HD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!