Homem preso suspeito de usar filho de cinco anos no tráfico de drogas em saquinho de pipoca

IPATINGA- Na noite dessa sexta-feira (16) a Polícia Militar efetuou a prisão de Alexandre Ribeiro Leal, 23 anos, suspeito de tráfico de drogas em Ipatinga.

De acordo com a PM, Alexandre foi abordado na rua Vanda, no bairro Bom Jardim, no momento em que saía de um lote. O suspeito estava acompanhado por seu filho de cinco anos.
Segundo os militares, durante buscas pessoais realizadas em Alexandre foi encontrada uma quantia em dinheiro.  Ainda segundo os militares, a criança estava bastante assustada e segurava fortemente um saco de pipoca, onde foi encontrada uma pedra grande de cocaína prensada.
O garoto levou os militares ao lote vago e mostrou onde outros “materiais” estavam escondidos.
Foram apreendidos, cerca de 250 gramas de cocaína, uma balança de precisão, aparelhos celulares, entre outros objetos.
Alexandre assumiu a propriedade da droga e disse que um indivíduo trouxe a substância de Governador Valadares. Ele confessou ser o autor de um homicídio, mas disse que “não fala sobre isso” e que comete crimes por “falta de oportunidade”.
De acordo com o soldado Rocha, a PM tinha conhecimento de que Alexandre estaria traficando drogas em sua residência e que possui envolvimento com homicídio, roubos e tentativa de homicídio.
“Ele é suspeito de ter participado de uma chacina onde uma criança morreu”, disse o militar, lembrando que Alexandre cumpriu pena pelo crime.
Rocha ainda disse que a mãe da criança tinha conhecimento sobre as práticas ilícitas de Alexandre e que ela não esboçou reação ao ser informada sobre a prisão do companheiro. Segundo o policial, o Conselho Tutelar seria acionado, mas consideraram que seria melhor deixarem a criança com a mãe.
O suspeito e os materiais encontrados foram encaminhados para a Delegacia.
PLOX

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!