Lavrador é esquartejado na frente da esposa e filha de 4 anos no Triângulo Mineiro

Será ouvido na tarde desta sexta-feira (2) o homem que matou um lavrador de 47 anos com requintes de crueldade no povoado de Quenta Sol, que pertence à cidade de Sacramento, no Triângulo Mineiro. Evandro Paz da Costa foi assassinado com golpes de instrumento usado para matar porco do mato e teve o corpo esquartejado na frente da esposa e filha, de apenas 4 anos.
 
De acordo com a Polícia Militar da cidade, o crime ocorreu na última segunda-feira (29), mas só chegou ao conhecimento da polícia nessa quinta-feira (1º), quando familiares da mulher do lavrador comunicaram o fato para policiais militares e relataram que a mulher do lavrador ficou em estado de choque com o ocorrido e, com medo de também ser morta, fugiu com a filha para a casa de parentes em Uberaba, ainda no Triângulo.
 
Com o registro da denúncia, foi montada uma operação conjunta da Polícia Militar e Civil de Sacramento e o criminoso, Air José de Lima, de 36 anos, preso em casa, em uma fazenda afastada no centro do povoado de Quenta Sol, que fica a aproximadamente 60 km de Sacramento. 
 
Ao ser questionado sobre o crime, Air confessou o assassinato e revelou que matou Evandro porque comprou um terreno da vítima e ela ainda não teria desocupado o local. Além de confessar o homicídio, o homem ainda alegou que montou uma armadilha para Evandro ao esperá-lo às margens da uma estrada de terra, onde sempre passava em sua motocicleta e acompanhado da esposa e filha. Nessa rodovia, o criminoso derrubou a motocicleta com o instrumento de matar porco e agrediu a vítima em diferentes partes do corpo. Em seguida, Air ainda arrastou o cadáver até a beira de um rio próximo, onde o partiu em diversos pedaços com o uso de faca e jogou os membros nas águas.
 
Air foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Sacramento e, posteriormente, levado para a cadeia do mesmo município. No distrito policial, os policiais descobriram que o preso é suspeito de ser o autor de outros cinco homicídios e estava foragido da Justiça desde o dia 16 de maio deste ano, quando não foi mais dormir na cadeia onde cumpria pena em regime semiaberto.
 
A esposa e filha da vítima também serão ouvidas, mas a data ainda não foi marcada. O depoimento das testemunhas será colhido com o auxílio de um psicólogo, uma vez que as duas estão traumatizadas com o ocorrido. 
 
A polícia também recebeu denúncia de que Air chegou a ameaçar a mulher do lavrador de morte, caso ela contasse sobre o crime para alguém.
HD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!