Corpo de Bombeiros abre inquérito para apurar morte de sargento em incêndio

O Corpo de Bombeiros de Minas informou nesta segunda-feira (2) que está em andamento um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a morte da sargento da corporação durante o combate a um incêndio, na região da Savassi, no mês de julho.

Após o anúncio de que o marido de Fernanda Oliveira, que também é bombeiro, preparou um dossiê sobre a morte da esposa, apontando uma série de erros da corporação durante a ação, a corporação reafirmou a instauração sobre o inquérito.

Conforme informações do Cobom, o inquérito segue todos os procedimentos legais para a apuração dos fatos desde a data do ocorrido, quando foi realizada a perícia técnica da Polícia Civil.

Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, o IPM será concluído no dia 13 de setembro de 2013. O inquérito tem um prazo de 40 dias, prorrogáveis por mais 20 dias. A conclusão do inquérito será encaminhada para a Justiça Militar.

Relembre o caso

A sargento Fernanda Oliveira foi vítima de um incidente no dia 18 de julho de 2013 quando tentava conter um incêndio em um prédio, no bairro Sion, região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Depois que o incêndio foi controlado, um dos moradores encontrou Fernanda inconsciente dentro do elevador. A própria equipe tentou reanimá-la, porém sem sucesso. Ela não resistiu à inalação da fumaça tóxica.
O TEMPO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!