PARA PROTEGER A PRÓPRIA VIDA, MILITAR ATIRA E MATA DURANTE ABORDAGEM



O homem desobedeceu a ordem da PM para entregar um canivete. Disse que era o rambo e mataria a todos. O militar atirou no tórax do homem.
Um sargento da Polícia Militar (PM) foi preso na tarde de quinta-feira depois de atirar e matar um homem durante uma abordagem policial no Bairro Bela Vista, em Rio Casca, na Zona da Mata de Minas Gerais. O sargento Rafael Costa Damasceno vai responder, na Justiça Militar, pelo homicídio de José Carlos dos Reis. Segundo testemunhas, a vítima era deficiente mental. 
Conforme o boletim de ocorrência da PM, uma equipe de policiais fazia patrulhamento pelo bairro quando viram José Carlos segurando um canivete na rua. Os militares se aproximaram e determinaram que o rapaz colocasse as mãos sobre a viatura para averiguação, mas ele desobedeceu e abriu o canivete contra os militares. 
De acordo com o BO, José Carlos gritou que era o rambo e não colocaria as mãos sobre o carro da PM. Ainda segundo a polícia, ele insistiu em não se entregar e gritou “vou furar vocês todos, vou matar vocês!”. O rapaz teria avançado em direção do sargento Damasceno com o canivete em mãos, fazendo o militar recuar. Nesse momento, o militar reagiu atirando no tórax de José Carlos. 
Mesmo ferido, o rapaz ainda caminhou até a calçada onde caiu e foi desarmado pelos policiais. Os próprios militares envolvidos na abordagem socorreram, de viatura, o baleado até o Hospital Nossa Senhora da Conceição. De acordo com a PM, José Carlos morreu ado dar entrada na unidade de saúde. 
A arma e a munição do sargento foram recolhidas e ele atuado em flagrante por homicídio. Damasceno continua preso no quartel da cidade aguardando decisões da Justiça
FONTE: UAI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!