Votação de parecer da Lei Orgânica é adiada e policiais civis fazem manifestação

A votação do parecer da Lei Orgânica da Polícia Civil foi adiada na tarde desta quarta-feira (4), de acordo com Adilson Bispo, diretor de mobilização do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais (Sindpol/MG).
 
Segundo o diretor, a votação não foi feita porque o deputado relator, Lafayette Andrada, afirmou que precisa de mais tempo para analisar os ajustes que foram feitos no projeto.
 
Indignados com a demora para que a lei seja aprovada em plenário, em torno de 1.200 policiais fizeram uma manifestação na porta da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), no bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Em greve desde o dia 10 de junho deste ano, a categoria fechou a avenida Rodrigues Caldas durante duas horas e, como de costume, queimou caixões.
 
Devido ao protesto, o trânsito ficou bastante complicado nessa região da capital mineira, mas já foi normalizado. "O que foi feito hoje não foi uma assembleia geral e sim uma concentração para pressionar o parecer da lei que define o plano de carreira. Uma nova assembleia só será marcada quando o projeto for sancionado e, nesta data, iremos decidir o rumo da paralisação", diz Adilson.
 
Reivindicações
 
Conforme o Sindpol, a Lei Orgânica é insuficiente e, por isso, a categoria exige que o projeto seja trocado pelo substitutivo feito em 2011 pelas entidades de classe. Os servidores ainda afirmam que quem fez a lei  não entende o dia a dia dos policiais civis, uma vez que a mesma tira direitos, como a promoção a nível especial e única proposta de aumento de cargos para delegados.
 
Os policiais também lutam contra o sucateamento e pedem a equiparação do salário da base a um terço do salário de delegado geral grau B, a reestruturação das carreiras administrativas, concurso público para nomeação de mais investigadores e melhores condições de trabalho.
HD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!