A arma do Sgt Silmar assassionado esta semana foi encontrada

A arma do sargento que foi morto durante assalto a supermercado do bairro Jardim Guanabara, na região Norte de Belo Horizonte, foi encontrada nesta terça-feira (22).
A pistola calibre 380 foi apreendida na casa de Welker Sues Pontes, de 18 anos, o "Kekel", e estava carregada com 11 cartuchos. O imóvel fica no Aglomerado "Da Área", no bairro Granja de Freitas, região Leste. O jovem foi alvo de denúncias anônimas, mas não foi localizado pelos militares do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam).
Os policiais foram recebidos pelo irmão do suspeito e a arma achada escondida dentro de uma meia, que estava na calha de água do telhado da cozinha da residência.

Suspeito de matar sargento da PM - Renato Cobucci/Hoje em DiaAo ser questionado sobre a pistola e o paradeiro de "Kekel", o irmão do suspeito afirmou desconhecer onde está Welker e que não acredita que ele tenha guardado a arma. Porém, o jovem informou que o suspeito conhece um dos envolvidos no crime.
Entenda o caso
O sargento Silmar Pereira da Silva, de 41 anos, foi morto com um tiro na cabeça na noite do último dia 18. Na hora em que foi baleado, o policial militar fazia compras no supermercado Vale a Pena, no bairro Jardim Guanabara. Ao perceber o crime, ele tentou reagir, mas foi atingido.
O policial chegou a ser socorrido. No entanto, não resistiu e morreu ao dar entrada no Hospital Risoleta Tolentino Neves, em Venda Nova.
Três suspeitos de participar do assalto foram presos e apresentados à imprensa no sábado (19). Wellington de Paula Ananias, de 24 anos, Jonathan Wesley de Souza Lima, o "Dodô", e Jonathan Pereira, o "Jhonantazinho", foram detidos durante a realização de uma operação especial. Um quarto suspeito, Daniel Batista Silva Alves, 30 anos, ainda está foragido, apesar de cumprir regime semiaberto.
FONTE: HOJE EM DIA/ CB JÚLIO