R$ 16 mil por minuto: Brasil é o país que mais gasta com deputados e senadores

Entre 11 países, desenvolvidos e emergentes, o Brasil é aquele que gasta uma fatia maior de suas riquezas para pagar deputados e senadores. O custo do parlamentar no país é tão alto que a despesa do Legislativo representa R$ 16.197,37 por minuto aos cofres públicos. Ou seja, uma parcela considerável de tudo o que os brasileiros recolhem em impostos, taxas e outras fontes de renda ao governo federal é utilizada para pagar salários, diárias, passagens aéreas e outros benefícios a que os deputados federais e senadores têm direito.
 
Cada um dos parlamentares representa uma despesa anual de R$ 14,3 milhões. Os dados fazem parte de um estudo realizado pela Organização Não Governamental (Ong) Transparência Brasil.  No Brasil, são 594 parlamentares, sendo 81 senadores e 513 deputados federais. 
 
Comparativo
 
Em uma primeira etapa, a Ong analisou qual o percentual de riqueza cada país gasta com os deputados e senadores. O Brasil lidera o ranking. Em terras tupiniquins, a cada R$ 100 gerados em bens e serviços – que compõem o Produto Interno Bruto (PIB) –, R$ 0,19 são destinados a pagar ao Congresso. O estudo levou em conta o PIB e o percentual para o custo parlamentar conforme a moeda local. Deste modo, 0,19% da riqueza gerada no Brasil custeia senadores e deputados federais.
 
Na Espanha, por exemplo, o percentual é de 0,01%. Os países que integram o levantamento são, além do Brasil e da Espanha, Argentina, Itália, Portugal, Chile, México, França, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Alemanha.

Congresso gasta R$ 16,2 mil por minuto no Brasil - Arte
 
Minuto valioso
 
Quando não se leva em consideração o PIB dos países, apenas o custo total de cada parlamentar, e se iguala a moeda, o Brasil é o segundo em dispêndio total. Neste ano, cada um dos integrantes do Congresso custará aos brasileiros cerca de R$ 14,3 milhões. 
 
Apenas os Estados Unidos, donos da maior economia do mundo, têm gastos maiores. Os norte-americanos destinam a cada um de seus 535 congressistas R$ 17,5 milhões. 
 
O minuto do deputado e do senador chama ainda mais atenção. O povo, por meio do governo federal, terá que repassar ao Congresso brasileiro R$ 8,5 bilhões em 2013. O valor representa um gasto de R$ 16,2 mil por minuto. O valor é mais de nove vezes o orçamento por minuto do Reino Unido, por exemplo. Também é quase 17 vezes o da Espanha, que gasta R$ 958 por minuto com seus representantes. Em Portugal, esse valor cai para R$ 800. 
 
Novamente, o Brasil perde apenas para os Estados unidos, que tem uma economia quase oito vezes maior que a brasileira. Os parlamentares norte-americanos consomem R$ 17,8 mil por minuto.
 
Em todos os países pesquisados são pagos salários e benefícios aos congressistas. Porém, no Brasil e nos Estados Unidos a quantidade e o valor dos penduricalhos é maior. A diferença entre os dois países é que o PIB por lá é de US$ 15,6 trilhões. No Brasil o valor é de R$ 4,4 trilhões (US$ 2 trilhões). 
 
Leia mais na Edição Digital