Jovem torturado por policiais militares participa de reconstituição

Um jovem que denunciou seis policiais militares por tortura em Ribeirão das Neves, na Grande BH, participou de uma reconstituição do crime nesta quinta-feira (31).

Os militares, que estão presos, se recusaram a prestar informações e, por orientação do advogado de defesa, não estiveram presentes. Dois carros foram usados para simular as viaturas, e investigadores seguiram a movimentação denunciada pela vítima. CONTINUA...

O jovem foi levado para casa, onde a polícia diz ter encontrado 38 pedras de crack e um tijolo bruto da droga. Ele foi torturado com agulhas, panela quente e um saco plástico, além de ter sido obrigado a assinar um depoimento.

O suspeito chegou a ser detido, mas foi liberado após pedido do Ministério Público, que considerou a apreensão de drogas ilegal. A 1ª Vara Criminal acatou o pedido do MP e determinou a prisão dos policiais do 40º BatallhãoJorge Henrique Matos, Natanael Junio Soares de Oliveira, Fabrício Magalhães de Souza, Marcelo do Carmo Nogueira, Carlos Alberto Rocha e Rafael Patrício dos Santos.

O advogado de defesa, Geraldo Roberto, que participou da reconstituição, diz que uma testemunha o procurou para desmentir a vítima.
R7